A doação de álcool gel, aventais, toucas e luvas visa apoiar o trabalho dos profissionais da saúde dos hospitais que mais necessitam de EPIs

Doações da CSU de itens hospitalares para o Estado de São Paulo

O mundo vive um momento de crise na área da saúde e na economia com a chegada da Covid-19, e a solidariedade entre pessoas e empresas se tornou necessária para salvar vidas. Pensando nisso e consciente de sua responsabilidade social, a CSU, empresa de prestação de serviços de alta tecnologia voltados ao consumo, doou, nesta quarta-feira (8), 40 mil itens de proteção, parte deles entregue na Unidade Dispensadora Tenente Pena (UDTP), que tem funcionando como centro de distribuição de medicamentos e doações de materiais para os hospitais com mais necessidades de abastecimento de equipamentos de proteção individual (EPIs).

“Superar uma das maiores crises globais exige empatia e esforços do setor público e privado. A CSU assumiu o compromisso para minimizar os impactos do coronavírus, apoiando e protegendo os profissionais da área da saúde – verdadeiros heróis que têm lutado pela vida em meio à pandemia”, disse Marcos Ribeiro Leite, CEO da companhia.

A ação de entrega, realizada na sede da CSU em Barueri, seguiu todos os protocolos de segurança e prevenção e contou com a presença do Secretário Estadual da Saúde, José Henrique Germann, Secretário da Saúde de Barueri, Dionísio Alvarez Mateos Filho e do Secretário da Indústria, Comércio e Trabalho, Joaldo Macedo Rodrigues (Magoo), também de Barueri. Ao todo, foram entregues 10 mil litros de álcool gel, 10 mil aventais, 10 mil toucas e 10 mil luvas.

Para o Secretário Estadual da Saúde, ações solidárias, como da CSU, continuarão sendo necessárias para incentivar o setor privado a fazer o mesmo. “A principal importância da ação está no exemplo. Lutamos, todo dia, para conseguir insumos porque são usados numa velocidade muito grande e todos têm que estar paramentados. Se a gente não consegue proteger o colaborador, não conseguimos tratar o doente. Que os outros sigam esse caminho porque vamos precisar por mais um bom tempo”, afirmou José Henrique Germann.

Segundo Magoo, o sentimento é de alegria, mesmo que o mundo esteja lutando contra a pandemia. “Estamos muito felizes hoje, não pelo momento, mas por conta da generosidade e solidariedade da CSU. Esse tipo de material é fundamental porque todas as cidades passam por uma dificuldade terrível quanto à arrecadação”.

Já o Secretário da Saúde de Barueri, Dionísio Alvarez Mateos Filho, falou sobre a importância de enfrentar a Covid-19 juntos. “Fugir das dificuldades parece ser a coisa mais fácil, mas só se fortalece quando luta contra alguém forte – e nós estamos lutando contra o coronavírus. Todo aquele que busca a prosperidade para si próprio vai ter como resultado a pobreza e a desarmonia mental. Aqueles que enxergam o mundo como lar, como a CSU está fazendo, se tornam protetores da humanidade e leis superiores vão abençoá-los por isso”, finalizou.

Ações internas

A responsabilidade da CSU é mantida dentro e fora da companhia. Com seus colaboradores, ações de prevenção têm sido realizadas de forma rigorosa para proteger a todos.

Com a ampliação do atendimento médico, o ambulatório está em plena atividade e a intensificação dos serviços de limpeza e higiene em todas as instalações está sendo realizada de forma massiva com a disponibilização de produtos e higienização como álcool gel e lenço umedecido com álcool 70 e sabonetes antissépticos. Na entrada, também foi instalado um ponto de controle para a medição da temperatura corporal.

 Quanto ao afastamento, mais de 600 funcionários entraram em período de férias, além de colaboradores acima de 60 anos, jovens aprendizes e estagiários que receberam licença remunerada. Com a implementação de operações de atendimento em home office (teletrabalho), cerca de 2.000 colaboradores já evitam o deslocamento de suas residências.

Fale com a CSU

Mensagem enviada com sucesso